Início/ Perspectivas/ Livro branco

Más decisões:
Por que razão as empresas não têm em conta o fator mais importante na contratação de executivos

Surpreendentemente, a capacidade de tomar decisões eficazes e atempadas é frequentemente negligenciada nos candidatos a líderes. À medida que as empresas procuram novas mãos no leme para navegar em águas incertas, está a tornar-se claro que é essencial.

Para muitos executivos seniores, sentir-se capacitado para tomar boas decisões é um aspeto crucial das suas funções. Esta competência é utilizada em muitas outras áreas de responsabilidade, tais como boas práticas de gestão, comunicação, estratégia e outras.

Apesar da sua centralidade, um novo estudo da Kingsley Gate revela que a tomada de decisões é a "peça em falta" na estratégia de contratação para cargos de liderança.

Um quarto dos quadros superiores afirma não ter sido questionado sobre as suas capacidades de tomada de decisão na fase da entrevista e apenas cerca de um terço (36%) afirmam que o seu estilo de tomada de decisões está de acordo com o da sua organização. Há também provas que sugerem que, mesmo quando questionados sobre a tomada de decisões, os executivos seniores não são pressionados para elaborar sobre as suas abordagens ao processo e o raciocínio subjacente às suas decisões.

Este relatório revela os muitos benefícios de garantir que a tomada de decisões é um fator integrante do processo de contratação de líderes; como capacitar os executivos seniores para tomarem boas decisões; e como acomodar estilos de tomada de decisões contrastantes.

A sua capacidade de tomar decisões e o processo que utiliza devem estar em sintonia com o seu ambiente. Pode haver duas entidades, um indivíduo e uma organização, que tenham tido muito sucesso com os seus processos e estilos de tomada de decisão. Mas, se não se adaptarem bem um ao outro e os incentivos não estiverem alinhados, ambas as entidades estarão condenadas ao fracasso
Umesh Ramakrishnan, Diretor Executivo, Kingsley Gate
Sobre
A nossa investigação
Purpose Image
Objetivo
O objetivo da investigação é explorar várias dimensões da tomada de decisões organizacionais, incluindo as relações entre a tomada de decisões e a liderança executiva, a estratégia de talentos e a satisfação dos trabalhadores.
Purpose Image
O inquérito
A Kingsley Gate encomendou um inquérito que foi realizado pela FT Longitude em maio e junho de 2023.
Purpose Image
Perfil dos inquiridos
Falámos com executivos seniores dos níveis C-suite, C-1 e C-2. Provinham de 13 sectores e 5 países das Américas, Europa e Ásia-Pacífico (APAC).
Os especialistas
Para saber mais sobre a forma como a tomada de decisões afecta a liderança, entrevistámos três especialistas na matéria:
Purpose Image
David Livermore
Fundador do Cultural Intelligence Center, investigador na Universidade Tecnológica de Nanyang, Singapura, e professor investigador na Questrom School of Business, Universidade de Boston
Purpose Image
Jude Reser
Vice-presidente, RH Atrium Hospitality
Purpose Image
Umesh Ramakrishnan
Diretor Executivo Kingsley Gate
Chave
Perguntas respondidas
Purpose Image
Benefício mútuo
Como é que uma boa tomada de decisão ajuda tanto a empresa como o indivíduo?
Purpose Image
Estilos diferentes
Como é que as crenças, os valores e a cultura influenciam a tomada de decisões?
Purpose Image
Verdadeira capacitação
O que é que ajuda e o que é que impede uma boa tomada de decisões?
Purpose Image
Trabalhar em harmonia
Como é que os melhores líderes alinham a tomada de decisões individuais e empresariais?
Purpose Image
Encontrar a peça que faltava
Porque é que a eficácia da tomada de decisões é um aspeto crucial da avaliação dos candidatos a líderes?
DESCARREGAR RELATÓRIO
PT